Escolha uma Página

Neste post eu vou lhe apresentar algumas informações para te ajudar a escolher forma mais adequada de criar um site. Veja os tópicos que irei abordar:


  • Qual o objetivo que te motivou a criar um site?
  • Onde está o seu público alvo?
  • Formatos comuns de sites
  • Você gosta de tecnologia?
  • Você tem dinheiro para investir?
  • Tipos de profissionais e o que eles podem fazer por você.

Qual o objetivo que te motivou a criar um site?

Muitas pessoas acham que precisam criar um site, só por que todo mundo tem. Na verdade, o que elas querem é atingir algum objetivo com o uso da internet. Verdade seja dita: A maioria busca retorno financeiro. Sabendo disso, vamos considerar as condições para isso e escolher a melhor estratégia.

Criar um site não envolve apenas aspectos técnicos, mas sim, um conjunto de esforços das áreas de tecnologia, design, marketing, vendas, etc… Nós temos essa idéia errada de que basta colocar um site no ar, que vai “bombar” e que todo mundo vai clicar naquele botão de “Comprar” ou “Entrar em contato”. É necessário um esforço em conjunto e dar tempo ao tempo para a coisa começar a acontecer.

 

Onde está o seu público-alvo?

Antes de pedir para seu amigo desenvolvedor fazer um site, considere onde está o seu público. Facebook? Instagram? Pesquisando no Google? No Whats App? Muitas vezes a própria plataforma já oferece as ferramentas que você precisa, e você nem precisa de um site.

Exemplo: Você tem uma pizzaria de bairro que só trabalha com entregas à domicílio. Pode ser uma boa idéia criar uma página no facebook, anunciar com segmentação por área geográfica (seu bairro), e postar todos os dias fotos do dia-a-dia da pizzaria, promoções, cupons…

Importante: Apesar de você não precisar de um site no início, é muito importante você registrar um domínio para sua marca para poder configurar um redirecionamento direto para sua página do Facebook ou Instagram.

 

Formatos comuns de sites

Site Institucional

criar um site institucional

Um site institucional, costuma ter um caráter mais informativo. É ideal para você divulgar informações relevantes sobre sua marca como missão, visão, valores, serviços ou produtos, formas de entrar em contato, etc…

Alguns exemplos:

 

Blog

criar um site estilo blog

É o modelo onde o objetivo é crescer engajando uma audiência através de conteúdo. A forma de monetização (fazer dinheiro), vem através de anúncios (Adsense), posts patrocinados ou campanhas de email (email marketing patrocinado). A plataforma mais consagrada neste setor é o WordPress, que fornece toda a estrutura que você precisa para tocar este tipo de projeto.

Alguns exemplos:

 

Landing Page

criar um site estilo landing page

Uma landing page, ou página de destino, é uma página dentro do site site com objetivo específico de gerar uma conversão. Ela é desenhada de forma que todo o conteúdo seja sobre um produto ou serviço, conduzindo o visitante até uma seção de “Call to action”, que pode ser um preenchimento de formulário ou clique em botão de compra, por exemplo.

Alguns exemplos:

 

E-commerce

Criar um site de e-commerce

Um site de vendas pode ser um e-commerce tradicional, onde você tem um sistema com vitrine, carrinho, estoque integrado, frete e logística, controle de ofertas e promoções… Ou então, qualquer página que contenha um botão de pagamento, oferecido por meios de pagamento como Moip ou PagSeguro. Caso o site utilize WordPress, você poderá utilizar o plugin Woocommerce que é mega popular, contando com mais de 22 milhões de downloads.

Alguns exemplos:

 

Página de vendas

criar um site para vender produtos digitais

O mercado digital é divido entre produtores e afiliados, não vou me extender aqui sobre como funciona o mercado, mas basicamente enquanto o produtor é a pessoa quem cria o produto, o afiliado é uma espécie de representante comercial, que sugere produtos que confia. Geralmente o afiliado cria conteúdo também.

A página de vendas é uma das ferramentas mais importantes na vida de quem vende pela internet. Ela é composta por um copywriting (redação publicitária voltada para vendas) forte e elementos visuais de impacto. Uma página de vendas é como se fosse uma landing page criada para vender um produto. A diferença é que ela é muito mais extensa, pois é o momento de decisão de compra (últimas etapas de um funil de vendas).

Alguns exemplos:

 

Você gosta de tecnologia?

Caso você não se assuste com termos técnicos e/ou esteja disposto a aprender, a internet será seu playground. Temos toda informação que precisamos para produzir o nosso próprio website. Com tempo e dedicação, tenho certeza que você conseguirá criar o seu site. Se você souber um pouco de inglês então… Piece of cake!

Veja algumas opções, separadas por tipo de pessoa:

 

Parece fascinante! Quero aprender tudo do zero.

Para você com fome de conhecimento, hoje em dia temos boas opções para aprender a criar um site. Eu sugiro fazer sua inscrição em alguma plataforma de cursos voltados a área, como os abaixo:

 

Isso é coisa de nerd, não tenho paciência! Quero que tudo seja feito para mim.

Se para você a ação acontece fora do escritório, não tem tempo (e saco) de dedicar muito tempo no aprendizado e quer ter tudo resolvido, algumas plataformas hoje em dia oferecem um serviço bem legal:

 

Quero ter mais controle sobre meu site, mesmo que eu tenha que aprender algumas coisas

O melhor dos mundos é utilizar uma plataforma que seja rápido para implementar e possibilite que você adicione novas funcionalidades a medida que o seu projeto evolui.

Na minha opinião, a plataforma que oferece isso hoje em dia é o WordPress. Eis os porquês:

 

Você tem dinheiro para investir?

Como já citei no tópico anterior, em geral todas as plataformas oferecem um plano gratuito e planos pagos. O que muda? Geralmente o plano grátis não te permite usar o seu próprio domínio, além de outras funcionalidades. Isso implica que o seu site vai ser achado pela url “http://seusite.wix.com.br”, por exemplo.

Como regra básica você pode pensar que quanto mais personalizado, mais você precisa investir. Isso porque se você quer algo exatamente do seu jeito, um programador irá precisar criar algo para você. Vou listar aqui algumas opções, por nível de dinheiro que você dispõe:

 

Nível 1 – Pindaíba (R$0)

 

Nível 2 – Pouco dinheiro (Aprox. R$30/mês)

 

Nível 3 – Algum dinheiro (De R$50 a R$850)

  • Compra de aplicativos para Wix
  • Temas e plugins premium para WordPress

 

Nível 4 – O céu é o limite

  • Contratar freelancers (Desenvolvedor Web, Designer, Redator…) e gerenciar o projeto
  • Contratar uma empresa (Agência digital, estúdio de criação, produtora digital…)

 

Tipos de profissionais e o que eles podem fazer por você

Para criar um site profissional, várias áreas do conhecimento são necessárias: Design, criação, programação, marketing, testes… Para você que está começando, alguns são mais necessários que outros, e tudo depende do tipo de projeto que você vai criar.

Primeiramente, vou pincelar sobre cada tipo de profissional e depois citar alguns exemplos de como a atuação deles podem ser mais ou menos relevante para o projeto.

 

Consultor de marketing

Uma vez que você já definiu a idéia do projeto, o consultor de marketing vai te ajudar a criar um planejamento estratégico, que entre outras coisas, irá definir muito bem o seu público-alvo, assim como todos os componentes internos e externos que irão influenciar no sucesso do seu projeto. Esse é o ponto de partida.

 

Designer

Em um projeto de criação de site, o designer é o profissional que vai te ajudar a tirar a idéia da sua cabeça, transformando em algo agradável e que faça sentido para o seu público. Ele irá te fazer várias perguntas, entender o seu objetivo, pesquisar como o seu público funciona e criar algo que facilite a conexão entre você e seu público-alvo.

 

Diretor de arte

Após o designer definir toda a estrutura visual do projeto, o diretor de arte irá transformar os rascunhos do site em algo bonito, impactante e atrativo. Irá tentar sair do convencional, experimentando outras formas, cores e tamanhos.

 

Redator

Geralmente, o redator trabalha em par com o diretor de arte, pois é um processo criativo em que texto e imagem se combinam e dão o tom do site. O redator vai criar textos que irão influenciar os visitantes, apresentando as informações de uma forma em que a sua mensagem seja muito mais absorvida pelo seu público-alvo.

 

Desenvolvedor Web

O desenvolvedor é quem vai dar vida ao projeto, pois ele é responsável por transformar as imagens estáticas em sites dinâmicos, responsivos e interativos através da tecnologia. Caso o seu projeto tenha um componente de inovação forte (Ex: Criar uma ferramenta que mede o grau de felicidade da internet), é extremamente útil falar com um programador no início do projeto para te dar uma noção da complexidade do projeto.

 

Profissional mais crucial, dependendo do tipo de projeto

Se você pretende criar um site institucional para a sua empresa, talvez um designer faça mais diferença que um desenvolvedor ou um redator. Hoje em dia, existem muitas ferramentas para criar um site bonito, mas, nem todos tem o olhar do designer para criar a melhor experiência para o seu cliente em potencial.

Vamos supor que você queira criar um site cujo objetivo é gerar leads através de uma ferramenta que faz um planejamento de viagem e envia um PDF para o seu email. Nesse caso, o desenvolvedor pode ser uma peça chave para fazer todo o fluxo acontecer.

Se você vai criar um blog, a base de todo o trabalho está na produção de conteúdo e analisar as tendências. Nesse caso um jornalista ou redator pode fazer toda a diferença para você.

Para todos os projetos, se você quiser recursos ou funcionalidades sob medida, você precisará de um desenvolvedor web que irá arquitetar a solução para você.

 


E aí, ajudei ou atrapalhei?

Eu sei que existem vários caminhos, e tudo depende das suas pretensões. Então deixe o seu comentário, vai ser muito útil para tirar suas dúvidas e também ajudar outras pessoas que estão com dúvidas similares, não acha?

Um grande abraço!

Imagem de destaque: Freepik


 

Tecnologia e Marketing Digital para pequenos negócios.
Share This